• +55 (31) 3221-2415 / 9266-9089
  • Contato

    Entre em ContatoX

    ENDEREÇOAv. Afonso Pena, 4273 SL 610 Mangabeiras, Belo Horizonte MG CEP: 30130-008

    DEIXE UM COMENTÁRIO

    Enviando mensagem. Aguarde...

    Obrigado por enviar sua mensagem! Em breve vamos responder.

    Houve um problema com sua mensagem. Tente novamente.

    Por favor complete todos os campos antes de enviar a mensagem.

ARTIGOS

6 Mudanças na alimentação para viver melhor

Por Isabel Sarah | Em TERMOS E DICAS | Dia 10 de maio de 2017

Saúde, bem estar, uma vida saudável… Todos nós queremos, é claro! No entanto, parece difícil, não é? Principalmente porque quando a intenção é desenvolver mais qualidade de vida, algumas mudanças na alimentação são necessárias para reeducar o nosso organismo.

Mas você sabia que é possível alcançar essa realidade sem muito esforço? Verdade, é isso mesmo! Eu sempre digo: A qualidade da nossa alimentação é fator relevante quando falamos de saúde. O que comemos tem muita relação com a nossa qualidade de vida. E o mais animador é que nós podemos mudar os nossos hábitos alimentares de maneira bastante agradável, sem sofrimento.

Não existe segredo para uma reeducação alimentar, porque o processo consiste em sabermos escolher os produtos certos. As trocas são básicas, e com o tempo a nossa mente e nosso corpo se acostumam.

Confira algumas dicas de mudanças que você pode começar hoje mesmo:

 

6-mudancas-na-alimentacao-para-viver-melhor

1. Menos industrializados, mais alimentos naturais!

Consumir produtos naturais e orgânicos traz vários benefícios para nossa saúde. Um maior consumo de fibras alimentares, maior ingestão de minerais, vitaminas hidro e lipossolúveis, menor consumo de sódio, gordura e açúcar trazem benefícios, além da possibilidade de manter uma alimentação livre de compostos químicos, alergênicos e tóxicos.

Também alimentar-se de refeições coloridas, frutas, verduras, legumes, brotos e peixes de baixo índice glicêmico, rica em fibras e pobre em açúcar, sal, gordura saturada e trans é a base para uma vida saudável.  Vale ressaltar que devem ser feitas sob orientação e muito bem equilibrada, a fim de alcançar o resultado desejado.

 

2. Petiscos é o seu ponto fraco? Sem problemas!

É só substituir a batata frita pelos chips de batata doce ou ainda de abobrinha assada. A abobrinha oferece magnésio, um nutriente que, junto do cálcio, combate a osteoporose. Se o alimento for preparado com um fio de azeite, pode ficar ainda mais gostoso e nutritivo. Uma porção de 25 g desse chips de abobrinha pode oferecer até 2 g de fibras e ajudar na digestão.

 

3. À noite, troque café pelos chás.

Esse tipo de bebida ajuda a afastar a insônia. Preparar infusões com algumas ervas, como a camomila, capim-cidreira, melissa, induz ao sono e ainda melhora a sua qualidade. Elas contêm substâncias que atuam diretamente no sistema nervoso central, diminuindo a agitação.

O melhor é que também costumam nos livrar de desconfortos gástricos e intestinais. Um segredinho é: pra quem sofre de gases e fica incomodado durante a noite, tomar chá de erva-doce é outra ótima opção.

 

4. Temperos naturais = mais sabor e saúde

Temperos também podem fazer a diferença! No cardápio do dia a dia, evite os temperos industrializados prontos e adote ervas e temperos naturais, que dão um sabor especial aos alimentos. Uma das principais de suas principais vantagens é que esses componentes são ricos em antioxidantes, prevenindo o envelhecimento precoce, além de auxiliar na circulação sanguínea, na digestão e serem excelentes para o melhor funcionamento do corpo.

O importante é adequar ao seu paladar! Podemos citar várias opções: salsa, coentro, cebolinha verde, orégano, curry, noz moscada, alecrim, manjericão, açafrão, gengibre, páprica… Experimente e combine na cozinha!

 

5. Atenção à fonte de proteína!

A carne vermelha pode ser substituída por proteínas mais leves, como peixes brancos, ou ricos em ômega 3, como o atum, a sardinha e o salmão, sendo assim grandes aliados na prevenção de doenças cardiovasculares e até de alguns tipos de câncer.

Outra dica é alternar entre proteína animal e vegetal. Existem inúmeras fontes de proteínas vegetais. Podemos citar, entre elas, o feijão, grão de bico, gergelim, semente de girassol, ervilha, o tofu – que,  além de ser rico em proteínas, é bem versátil: você pode utilizá-lo para acompanhar sopas, saladas, rechear pizzas, substituir o queijo, entre várias outras possibilidades.

 

6. Lanchinhos saudáveis

Ao invés de bolachinhas industrializadas ou barras de cereais, biscoitos recheados e amanteigados nos lanches, faça uma troca benéfica escolhendo um mix de castanhas, que são ricas em fibras, protegem o coração, controlam o peso e melhoram a pele. Além das castanhas, lanches como lascas de coco (in natura ou em forma de chips) ou mix de sementes e granolas naturais (livres de glúten e açúcares) podem ser opções práticas e interessantes.

 

Então, ficam as dicas! Lembrando que você não precisa fazer todas as mudanças de uma só vez, o importante é dar o primeiro passo – com disciplina, foco e persistência. Após superar a fase inicial, que é a de adaptação aos novos hábitos da reeducação alimentar, você começa a perceber que cada esforço valeu a pena.

Qual é a mudança você escolhe começar a partir de hoje? Compartilhe nos comentários!

 

3 Comentários para "6 Mudanças na alimentação para viver melhor"

  • juscelia says:

    15 de maio de 2017 at 23:50 - Responder

    Vou comecar logo

  • renata says:

    18 de junho de 2017 at 15:46 - Responder

    oi gente
    adorei o site, muito interessante o conteúdo.
    Parabéns 😉

    1. Isabel Sarah says:

      12 de julho de 2017 at 09:44 - Responder

      Muito obrigada Renata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

© Colonterapia BH